Fique por dentro

Como fazer ficha técnica de alimentos

A ficha técnica de alimentos é uma ferramenta de grande utilidade em um estabelecimento, pois são muitos os benefícios que ela oferece e quando é feita através de um software para ficha técnica de alimentos, as vantagens são ainda maiores.

O que é e para que serve uma ficha técnica de alimentos?

A ficha técnica é um documento que contém informações sobre uma receita e as instruções de como executá-la. É mais utilizada no setor gastronômico, mas também pode ter aplicações na indústria alimentícia. 

É uma ferramenta fundamental para um bom gerenciamento do empreendimento e deve ser adotada seja por um chef de cozinha de um grande restaurante ou por empreendedores autônomos que fazem comida na própria casa para vender.

Antes, eram feitas em papel ou planilhas, mas são métodos que dão bastante trabalho. Hoje, com a tecnologia, as fichas de preparação podem ser feitas por meio de um software para ficha técnica de alimentos, tornando a realização dessa tarefa bem mais rápida e prática.

A ficha técnica tem as seguintes finalidades:

1. Padroniza as receitas

Quando uma receita é padronizada através de uma ficha técnica de alimentos, a uniformidade e a qualidade dos pratos são mantidas. 

Isso serve para qualquer tipo de estabelecimento, especialmente as franquias do setor alimentício que precisam manter um prato padronizado para todos os estabelecimentos. 

Isso significa que, se a ficha técnica é adotada, o mesmo prato que você comer em uma cidade também vai comer em outra cidade da mesma rede de franquias, mantendo as mesmas características de tamanho, sabor e montagem.

A padronização das receitas também serve para os casos onde há rotatividade na equipe. Assim, um novo membro da equipe poderá executar a receita sem alterá-la.

2. Evita desperdícios, controla o estoque e gera economia financeira

A ficha técnica de alimentos também evita desperdícios de alimentos, pois contém a quantidade de cada ingrediente, o que ajuda a ter um maior controle do estoque evitando gastos com compras além do necessário. Isso tudo gera uma economia financeira para o estabelecimento.

3. Define o custo do prato e o preço de venda

Através da ficha técnica de alimentos, é possível saber o valor de cada prato quando se tem a informação do custo de cada ingrediente utilizado na receita. Isso permite determinar qual será o valor de venda do prato e saber se ele está gerando lucro satisfatório.

4. Serve de base para o cálculo nutricional

A ficha técnica de preparaçãotambém serve de base para a elaboração do cálculo nutricional da receita. Isso é importante para saber a composição nutricional de cada receita e poder adaptar ou escolher pratos mais saudáveis.

5. Serve para a montagem de cardápios

Alguns dos critérios para a montagem e adaptação dos cardápios é o cálculo nutricional das receitas, obtido através da ficha técnica de preparação. Isso possibilita fazer melhores escolhas para montar cardápios mais variados e saudáveis.

6. É utilizada na elaboração de rótulos

Mais uma utilidade dessa ferramenta é que ela serve de base para a elaboração de rótulos alimentares, pois contém, principalmente, cada ingrediente da receita que deve ser descrito no rótulo.

7. Organiza a rotina produtiva da empresa

A ficha técnica de alimentos também ajuda a organizar a rotina produtiva da empresa padronizando as atividades e evitando desperdício de tempo. Isso tudo possibilita um aumento da produtividade e, consequentemente, mais lucros.

Como fazer a ficha técnica de alimentos

É importante você saber primeiro que a ficha técnica serve para tudo o que é produzido, seja uma entrada, um prato principal, uma bebida, uma sobremesa ou um lanche que você vende na rua.

Ante de iniciar de forma prática, é necessário conhecer todos os itens que devem estar presentes em uma ficha técnica operacional:

  • Nome da preparação
  • Tipo ou categoria (bebida, entrada, prato principal, sobremesa, etc.)
  • Quantidade de porções que a receita rende
  • Lista de ingredientes e suas quantidades (gramas, ml, quilos, litros, unidade)
  • Modo de preparo
  • Tempo de preparo
  • Peso da porção e peso total

Inserir uma foto do prato montado também é interessante para que o executor da ficha técnica saiba como o prato deve ser montado corretamente.

Existe, ainda, a ficha técnica gerencial onde apenas quem gerencia o empreendimento tem acesso. Nela, estão as informações da ficha técnica operacional e as informações sobre os custos da receita (custo de cada ingrediente, custo da porção e custo total) e preço de venda. Esse modelo de ficha técnica tem como principal finalidade o controle de custos.

Existem vários modelos para fichas técnicas. Abaixo segue um modelo para uma ficha técnica operacional.


Nome da preparação: Petit Four
Número de porções: 100 biscoitos de 10 g cada
Categoria: Petisco
Peso da preparação: 1 kg

Tempo de preparo: 30 min
Ingredientes Peso
Margarina350 g
Ovos2 unid
Farinha de trigo500 g
Queijo ralado50 g
Goiabada 200 g
Modo de preparo
Em um recipiente, coloque a margarina, os ovos, a farinha de trigo e o queijo ralado e amasse tudo com as mãos até uniformizar a massa. Abra a massa com um rolo de macarrão até ficar 1 cm de espessura. Corte com um cortador ou um molde redondo para formar vários petit four. Faça buraquinhos no centro de cada um e recheie com a goiabada. Disponha em uma assadeira untada e enfarinhada. Leve ao forno médio pré-aquecido a 180º por uma média de 15 minutos

Software para ficha técnica de alimentos

Você, consultor, sabe o quão trabalhoso é elaborar um ficha técnica por meio de papeis ou planilhas não é mesmo?

Mas através de um software para ficha técnica de alimentos esse trabalho se torna muito mais fácil. Por isso, o Food Checker pensou em tornar a elaboração de fichas técnicas de alimentos muito mais prática e rápida ao desenvolver uma ferramenta para a elaboração de fichas técnicas.

São várias as vantagens de utilizar o Food Checker para a elaboração de fichas técnicas de alimentos, mas algumas delas são que o sistema é muito fácil de ser usado e você consegue inserir todas as informações que uma ficha técnica precisa, você também consegue atualizar as informações sempre que precisar, consegue elaborar as fichas em poucos minutos e envia para o seu cliente assim que terminar. 

Tudo isso só é possível através do nosso sistema para ficha técnica de alimentos, coisa que você não consegue elaborando manualmente através de papeis e calculadora e nem através de planilhas, onde você precisa ficar inserindo fórmulas constantes fazendo com que você perca muito tempo que poderia ser investido em outras atividades da consultoria.

Por isso, se você ainda não conhece o Food Checker, conheça hoje mesmo, pois é o melhor software para ficha técnica de alimentos que você vai encontrar no mercado. Além disso, contém inúmeras outras funções que vão ajudar você, consultor, a elaborar uma consultoria de excelência para seus clientes.

Vemos, portanto, que as fichas técnicas de alimentos são o primeiro passo para um bom gerenciamento do empreendimento do seu cliente, pois deixam as receitas padronizadas. Quem usa essa ferramenta para seu negócio de alimentação sai na frente dos outros que apenas fazem as receitas no “olhômetro”.

Por isso, você, consultor, deve conhecer sobre o assunto para elaborar fichas técnicas da forma correta e o nosso software para ficha técnica de alimentos está aqui para isso, para ajudar você a executar um trabalho ágil e com qualidade.